DIETAS SAUDÁVEIS ​​BASEADAS EM VEGETAIS PODEM REDUZIR O RISCO DE DIABETES

DIETAS SAUDÁVEIS ​​BASEADAS EM VEGETAIS PODEM REDUZIR O RISCO DE DIABETES

As pessoas que seguem dietas estritas baseadas em vegetais têm probabilidade 23% menor de desenvolver diabetes tipo 2 em comparação com pessoas com uma adesão mais fraca. É o que mostra estudo da Harvard School of Public Health, nos Estados Unidos, publicado na JAMA Internal Medicine.

Os pesquisadores analisaram estudos com dados para mais de 307.000 pacientes, com 23.544 com diabetes tipo 2, e observaram quão bem os pacientes aderiram a dietas saudáveis ​​baseadas em vegetais, consistindo de frutas, legumes, nozes, vegetais e grãos integrais. Eles também analisaram os níveis de alimentos vegetais menos saudáveis ​​ingeridos pelos participantes, como batatas, açúcar e farinha branca.

Dietas com opções saudáveis ​​baseadas em vegetais podem reduzir a pressão arterial e a massa corporal, aumentando a sensibilidade à insulina, apontam os pesquisadores. Dietas baseadas em vegetais com opções menos saudáveis, por outro lado, foram associadas ao aumento do risco de morte em 11%.

Para os pesquisadores, esses dados destacaram a importância de aderir a dietas baseadas em vegetais para alcançar ou manter uma boa saúde, e as pessoas devem escolher frutas e vegetais frescos, grãos integrais, tofu e outros alimentos vegetais saudáveis ​​como base para essas dietas.

 

Fonte: JAMA Internal Medicine. DOI:10.1001/jamainternmed.2019.2195.

Habilidades

Postado em

10 de setembro de 2019

5 Comentários

  1. lucas silva

    Minha filha só queria saber do celular, isso estava me deixando preocupado, ai um amigo me falou que estava passando pelo mesmo problema com o filho dele e falou sobre um programa. então resolvi instalar no celular dela e vi tudo que ela estava aprontando escondido no celular, agora consigo impor limites e se não fosse esse programa não conseguiria ver o que estava fazendo é realmente muito bom . recomendo! https://brunoespiao.com.br/espiao-de-comandos-sms

Enviar Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *